Escrever uma carta ao Pai Natal, sim ou não?

Devemos ou não incentivar os nossos filhos a acreditar no Pai Natal? As opiniões dividem-se. De onde veio o Pai Natal afinal? Por que razão incluí-lo nas nossas vidas? Nada mais, nada menos do que história, imaginação, sonhos… E por que não?Que tal uma história?Antes de escrever ao Pai Natal vamos tentar conhecer a sua origem um pouco melhor.Oriundo de Myra, na península da Anatolia (hoje conhecida como Turquia) St. Nicholas foi um bispo que, segundo reza a lenda, era

Atenção às alergias de Inverno: saiba como proteger a sua família!

A época mais comum às alergias é a Primavera, mas não são só as flores e os pólens no ar que trazem problemas. No Inverno é preciso ter atenção a outros factores, e a diversos alergénios que gostam do frio. Reveja algumas das causas das alergias nesta época do ano, e como contorná-las!O que é uma alergia?Muitas vezes os pais não se apercebem, mas sintomas tais como o corrimento nasal, erupções cutâneas, indisposição do estômago e irritabilidade nos bebés podem

Frases insólitas da boca dos miúdos, contadas pelos pais!

Frases insólitas da boca dos miúdos…A infância é tempo de inocência, curiosidade, descobertas e aprendizagens. E o desenvolvimento da língua a par com o conhecimento do Mundo, da vida, e tudo o que isso implica trazem situações engraçadas no dia a dia. Palavras trocadas, expressões inventadas, constatações e histórias para serem levadas “muito a sério”. A criançada está a crescer e os solavancos fazem parte. As frases insólitas que saem da boca dos miúdos exigem um bom sentido de humor.

crianças tablet

Crianças e tecnologia: será que devemos por-lhes o tablet à frente?

Tablet, telemóvel, TV…ecrãs para todos os gostos e tamanhos. A nossa vida, atualmente, está praticamente dependente de dispositivos digitais e é impossíveis que o dia a dia das crianças não seja também. Apesar de ser quase banal ver bebés e crianças entretidas a ver vídeos enquanto almoçam ou antes de adormecerem, é necessário ter em conta que a exposição a estes objetos deve ser pensada e doseada.Leia também: Estou sem paciência para as crianças! Carolina

ciencia crianças experiencias

Em cada criança, um cientista! Vamos fazer experiências?

A ciência é um mundo fascinante para todas as idades, em particular para as crianças! Se os seus filhos têm uma paixão particular pelos pormenores da natureza, das pedras, das cores, da luz, façam experiências científicas em casa!Veja mais: 5 truques infalíveis para não ouvir ‘mas eu não quero ir à escola!’ Através das experiências, as crianças podem desenvolver-se de forma global. Deixamos-lhe uma sugestão divertida… e surpreendente!Solução CamaleãoPrecisa de…três tigelas ou frascossumo de limãoágua destiladalíquido tira-gorduraságua da cozedura

Bebé com mais de três meses? Conversas de barriga para baixo!

Se o seu bebé já tem mais de 3 meses, divirtam-se com pequenas conversas de barriga para baixo!Todos esses pequenos momentos ajudarão o seu bebé a exercitar e a desenvolver a força. E, ao observar a sua presença à frente dele, ouvindo os elogios de novas conquistas que lhe vai transmitindo, também o ajuda a perceber que está tudo bem e é mesmo normal estar assim, de barriga para baixo.Aconselhamos a fazer várias vezes, com períodos de curta duração (para alguns

Este fim-de-semana, transforme as suas crianças em… cientistas!

E que tal aproveitar o fim-de-semana para fazer experiências científicas caseiras com os mais pequenos?O entusiasmo e a novidade que acompanham uma nova descoberta são igualmente necessários e excelentes aliados quando apresentamos as crianças com mais de três anos às ciências.Leia também: «Bebé com mais de 3 meses? Conversas de barriga para baixo!»Sugerimos uma atividade que tem por objetivo estimular a curiosidade da criança e aguçar o espírito curioso.Vamos começar?Passo 1Coloquem uma pequena bola de cera e

aulas brincar repetir crianças

Como é que as crianças aprendem no Gymboree? Nós explicamos tudo!

Sabemos que é pela repetição que as crianças aprendem. E nas aulas assim é também.Nas aulas para crianças do Gymboree existem partes da aula que se repetem semana após semana e que, ao mesmo tempo, são únicas de um determinado nível.Actividades como a hora da barriguinha, o futebol dos bebés, empurrar o airlog, pôr as mãos na cabeça quando a música pára, andar em cima dos colchões trapalhões, espreitar para o saco ou ouvir uma história são

Maturidade: «Preciso de ti para ser crescido!»

À medida que as crianças alcançam a maturidade – física, cognitiva e emocional – procuram libertar-se da dependência funcional em relação aos adultos cuidadores.Leia também: «Estou sem paciência para os miúdos!»A criança toma consciência da sua individualidade, do controlo que tem sobre o mundo e das novas e espectaculares capacidades que possui. As crianças procuram experimentar as suas próprias ideias, executar as suas preferências e tomar decisões. Os pais e agentes educativos que vêem estas (novas) tentativas como

Iniciação nas ciências a fazer de detective

Seja um pequeno detective! Coloque sobre a mesa várias lupas e diferentes objectos para observarem, como por exemplo, tecidos, pequenos ramos de árvores, insectos, folhas e flores.“E como são as lupas? Parecem-se com o quê?”Sugira ao seu filho que mova o dedo de um lado para o outro, observando-o através da lupa. Reparem que as lentes são transparentes e não são rasas, mas de certa forma são curvas. Aproximem e afastem ao máximo a lupa dos vossos olhos. Coloquem-na