Os recém-nascidos preferem caras alegres?

Junte-se a nossa lista

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Caras Felizes

A capacidade dos recém-nascidos para discriminar e responder a diferentes expressões faciais, associadas a emoções, tem sido alvo de vários estudos e publicações em revistas científicas. Recentemente, a revista European Journal of Development Psychology* publicou um artigo sobre este tema. Os autores conduziram algumas experiências no sentido de testar a preferência e a capacidade dos recém-nascidos discriminarem expressões faciais neutras, de medo e de alegria. Os bebés recém-nascidos observaram significativamente durante mais tempo a expressão facial alegre, comparativamente à que expressava medo. Os autores levantaram a hipótese desta preferência reflectir a experiência adquirida durante os primeiros dias de vida. Os resultados comprovaram que pelo menos algumas expressões faciais são discriminadas e preferidas por recém-nascidos com poucos dias de vida.
I.M.
*Farroni, T., Menon, E., Rigato, S. & Johnson, M. (2007). The perception of facial expressions in newborns. European Journal of Development Psychology, 4(1), p.2-13.
Caras Alegres
Caras Alegres
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Artigos Relacionados

avatar
2000

Subscreva para receber as dicas do Gymbo!

Mantenha-se atualizado com nossas Dicas para o Desenvolvimento do seu Filho, Eventos Especiais e Descontos Exclusivos para Assinantes.

Aula Grátis - Gymboree Portugal
Scroll to Top