O avô interessado! E o avô desconfiado…

Junte-se a nossa lista

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Gymboree Portugal
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Era uma vez…
dois senhores, ambos avôs, que costumavam cruzar-se e conversar durante o seu passeio matinal, pelo jardim perto de suas casas… um deles (Senhor I) muito atento ao desenvolvimento do neto e muito interessado em como o Gymboree o poderia ajudar e um outro (senhor D) muito desconfiado…

Senhor I – Ontem fui com o meu neto ao Gymboree… E foi muito bom!
Senhor D – Bom?! Eu já ouvi falar disso… É realmente muita brincadeira… Mas para que é que aquilo serve?! Começa logo pela música de boas-vindas… Para que serve aquilo? Mexer nos dedos dos pés…
Senhor I – Olhe, eu penso que é um óptimo exercício para a estimulação cognitiva da criança, apelar à construção da sua memória!

Senhor D – Pois… Então e o palhaço?! Tem alguma lógica?! Terem um palhaço nas aulas?!
Senhor I – Mas já reparou que o Gymbo é composto precisamente pelas cores que mais estimulam visualmente a criança? É por isso que mesmo os mais pequeninos gostam de olhar para aquele palhacinho, porque é um óptimo estímulo visual, que capta a sua atenção!

Senhor D – Pois… Pois… E a maneira como elas falam? Parece que saíram de um desenho animado!
Senhor I – Exacto! E os desenhos animados foram concebidos para captar a atenção da criança, e por isso fornecem um estímulo auditivo muito atractivo. E nós devemos aprender com eles, dar entoação enquanto conversamos com uma criança é uma óptima maneira de ela nos fixar e apreender o máximo de informação!

Senhor D – Sim… até pode ter razão… Mas… E as rampas? Para que serve tanta rampa? Ainda alguém se magoa!
Senhor I – Já pensou que subir rampas é um óptimo exercício para o fortalecimento dos músculos dos membros inferiores, além de trabalhar o equilíbrio da criança?

Senhor D – Sim… realmente… Então e as bolas?! Com buracos? Que utilidade tem aquilo?
Senhor I – Com as suas mãos pequeninas, as crianças não conseguem agarrar uma bola facilmente, mas com os buracos elas não só conseguem agarrar uma bola, como conseguem agarrar duas bolas! E ainda fazem barulho com elas, batendo uma na outra! Não imagina como ficam felizes ao perceberem que conseguiram mesmo fazer aquilo!

Senhor D – E…? E…? E as bolinhas? Se aquilo entra para o olho de uma criança é uma desgraça!
Senhor I – Pelo que me explicaram, as bolinhas são feitas à base de açúcar e não são tóxicas, pelo que não irritam a pele nem os olhos. E as bolinhas são uma óptima maneira de levar a criança a trabalhar a sua coordenação visuo-motora e de uma maneira muito divertida!

Senhor D – Sim… Bem… Se calhar, qualquer dia vou lá com o meu neto…

A.M.

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Artigos Relacionados

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Subscreva para receber as dicas do Gymbo!

Mantenha-se atualizado com nossas Dicas para o Desenvolvimento do seu Filho, Eventos Especiais e Descontos Exclusivos para Assinantes.

Aula Grátis - Gymboree Portugal
Scroll to Top