Brincadeiras para Principezinhos

Junte-se a nossa lista

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Brincadeiras

– Foi o tempo que tu dedicaste à tua rosa que fez com que ela seja tão importante.
– Foi o tempo que eu dediquei à minha rosa… – repetiu o principezinho, para nunca mais se esquecer.
In Principezinho, Antoine de Saint-Exupéry

A estimulação sensorial promove o desenvolvimento do cérebro. À
nascença o tacto parece ser o sentido mais desenvolvido e aquele que
amadurece mais depressa. Contrariamente, a visão parece ser o sentido
menos desenvolvido do recém-nascido. Contudo, nos primeiros meses de
vida assiste-se a um rápido desenvolvimento da competência visual do
bebé, que rapidamente demonstra capacidade para seguir um objecto em
movimento com o olhar, bem como para discriminar as cores. Os sentidos
são, portanto, fonte de informação sobre o mundo, fonte de conhecimento
sobre o próprio e os outros, fonte de aprendizagem e descoberta.
Para começar a gatinhar ou andar, uma criança não precisa de ser
ensinada. Ela anseia por espaço e oportunidades estimulantes que lhe
permitam experimentar, tentar, descobrir. O sucesso conduzirá à autoconfiança
e esta impulsionará novos processos de descoberta.
O desenvolvimento da rede neuronal necessária às aprendizagens
futuras ocorre comprovadamente com maior facilidade nos primeiros anos
de vida. Assim, é neste período privilegiado que o terreno da aprendizagem
está mais fértil e mais receptivo para ser semeado e carinhosamente
regado. As flores deste jardim: ganhos motores, cognitivos, sociais e
emocionais. Chaves mestras das portas do futuro. Os jardineiros destes
jardins? Mães, pais e todos os outros adultos que são significativos na vida
do bebé.
É por tudo isto que o contexto envolvente de um bebé ou criança deve,
tanto quanto possível, ser apelativo, interessante e encorajador uma vez
que o potencial de desenvolvimento do ser humano é fortemente
influenciado e moldado pelo ambiente envolvente.
Enquanto caem gotas de chuva lá fora, o Gymboree deixa-lhe algumas
gotas de inspiração para regar todos os sentidos das “suas flores”,
enquanto estão em casa…

Para começar o dia de uma forma diferente…

Acorde o seu Principezinho oferecendo-lhe uma brincadeira divertida
para começar o dia. Dê-lhe a ponta de um novelo de lã (que previamente
desenrolou passando por diferentes zonas da casa) e explique a sua
missão: seguir o novelo de lã, enrolando-o, e descobrir o tesouro! O novelo
oferecerá um desafio à motricidade fina, enquanto a criança o vai
recolhendo. O novelo proporcionará um desafio motor, pois a criança
poderá ter de ultrapassar obstáculos, como passar por baixo de uma mesa,
subir ao sofá, passar entre dois vasos. O novelo ajudará a criança a
desenvolver a linguagem, pois poderão conversar sobre as várias divisões
da casa, nomeadamente o nome do mobiliário ou objectos existentes e
sobre tarefas lá realizadas. A criança irá sentir-se curiosa e a curiosidade é
essencial à motivação para a aprendizagem! O tesouro? A roupa a vestir
naquele dia, um pequeno-almoço especial, um livro… O que lhe sugere a
sua imaginação?

Histórias e historietas

Semeie o imaginário do seu Principezinho com histórias e historietas. A
ideia de contar uma história a um bebé, que não consegue compreender
plenamente aquilo que lhe está ser dito, parece-lhe desajustada? No
Gymboree todos acreditam que nunca é cedo de mais para começar a ler ou
contar histórias. Os bebés adoram percepcionar variações no tom, no
volume e na velocidade do discurso que escutam. Observam, atenta e
curiosamente, cada expressão facial que os adultos fazem enquanto falam
com eles. Quando crescem adoram repetir com entusiasmo o que ouvem e
comentar o que se passa na história que escutam.
Na época Natalícia aproveite os mágicos contos de Natal para estimular
a linguagem e a criatividade do seu Principezinho.

Finjam ser uma Sinfonia!

Seleccione alguns dos instrumentos que tem em casa e experimentem
tocá-los, acompanhando as vossas músicas de Natal preferidas. Caso não
tenha em casa instrumentos musicais, ouçam a música e converse com o
seu filho sobre os diferentes instrumentos que estão a ouvir. Modele como
poderão fingir tocar esses instrumentos. Em seguida, ponha de novo a
música a tocar e “no ar” toquem os diferentes instrumentos que ouvem.
Aproveite os encontros familiares para alargar a brincadeira a todas as
crianças da família.
Esta actividade estimula o desenvolvimento cognitivo, dando à criança
a possibilidade de aprender um pouco mais sobre alguns instrumentos
musicais, através da escuta activa e da imitação.

Quem vivia na Quinta?

Em casa reúnam diferentes protótipos de animais e imitem os sons de
cada um deles. Depois cantem a música “O tio Manel tinha uma quinta”
dando vida a cada um dos animais protagonistas dos diferentes versos.
Esta canção contém todos os ingredientes para entrar na lista de
favoritos do Principezinho: um padrão que se repete (I-A-I-A-O) e animais
que falam!

Poças de água em casa!

Saltar de galochas nos pés em cima das poças de água que se formam
num dia de chuva pode ser muito divertido… Mas pouco prático. E que tal
levar as poças de água até casa? Recorte de forma irregular algumas folhas
de papel e, para tornar a brincadeira mais realista, desenhe nelas alguns
salpicos de água. Depois, cole com fita-cola as folhas no chão, numa zona
ampla da casa onde a criança possa saltar em segurança. Galochas, casaco
e gorro… Equipem-se, simbolicamente ou verdadeiramente, para um
divertido dia de chuva! Depois, ao som de música animada saltem de poça
em poça. SPLASH!

Quadro Familiar

Material: tinta lavável, água, prato de plástico ou papel, pincel, folha
de papel branca, cartolina colorida, cola
Artistas: mãe, pai, filhos (e porque não, o cão ou gato da família?)

A primeira tarefa será diluir a tinta com a água, misturando com o
pincel. Esta é uma actividade na qual as crianças a partir do ano e meio
adoram ajudar. Depois, e para servir de modelo à criança, introduza a sua
mão na tinta e coloque-a depois no papel em branco. O prato passará por
todos e na folha branca surgirá a impressão das mãos de todos. Para que
cada quadro seja realmente único poderão surgir variações: usar uma cor
ou várias cores misturadas, as mãos surgirem aleatoriamente na folha ou
ordenadas segundo o tamanho ou, em vez de mãos, poderão usar os pés
como molde. Depois de seca, a obra de arte poderá ser colada e
enquadrada numa cartolina colorida.
Família e amigos irão adorar receber estes originais quadros feitos em
família.

Quadro da Natureza com receita do Principezinho

Material: prato de papel para bolo, cola, diferentes materiais naturais
(folhas, sementes, palhinhas, flores, pequenos ramos…)

Artistas: mãe, pai, filhos

Em conjunto criem um quadro da natureza, colando diferentes
elementos naturais (que podem recolher em conjunto num passeio pelo
campo) no prato de papel. Em seguida elejam o prato preferido da criança
ou da família e escreva numa folha de papel a referida receita, que depois
colarão no verso do prato.
Família e amigos irão ficar satisfeitos por descobrir o prato culinário
preferido da família.

Em qualquer uma das sugestões, será benéfico que sejam as crianças
o foco do processo artístico. Oiça as suas opiniões, respeite as suas
escolhas, elogie as suas conquistas. E, acima de tudo, divirtam-se na
partilha das criações artísticas.

Cada dia que nasce é uma oportunidade para descobrir actividades que
o seu Principezinho gosta de realizar e com as quais estará a crescer.
Contamos poder ser uma fonte de ideias. Amplifique as ideias, siga o
interesse da criança e criem, em conjunto, as vossas próprias aventuras do
desenvolvimento.

Inês Marques

Brincadeiras para Principezinhos 1

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Artigos Relacionados

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Subscreva para receber as dicas do Gymbo!

Mantenha-se atualizado com nossas Dicas para o Desenvolvimento do seu Filho, Eventos Especiais e Descontos Exclusivos para Assinantes.

Aula Grátis - Gymboree Portugal
Scroll to Top