Brincadeiras Gymboree

Junte-se a nossa lista

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Crianças Felizes

As crianças adoram brincar em interacção com a natureza. E o bom tempo faz o convite:
pequenos e crescidos venham partir à descoberta, brincando e aprendendo em conjunto!
As actividades que propomos destinam-se a crianças entre os 2 e os 4 anos, embora com
algumas adaptações possam ser realizadas quer com crianças mais pequenas, quer com mais
crescidas.
A criança irá adorar a sua companhia e o seu encorajamento será essencial para que a criança
se sinta competente e confiante nas suas descobertas.

Bolinhas numa colher

Inspirada na tradicional corrida do ovo e da colher, esta brincadeira promove o
desenvolvimento da coordenação e da auto-confiança da criança.
Defina um percurso – um ponto de partida e um ponto de chegada que poderá marcar no chão
com um círculo de papel ou desenhar no chão com giz – e dê à criança uma colher de plástico para
segurar na mão. Encha o ambiente de bolinhas de sabão (Nota: As bubles oodles do Gymboree são
feitas com base numa solução açucarada que não é tóxica para a criança, mesmo em contacto com
a boca ou os olhos). A criança deverá apanhar uma bolinha com sua colher e, com passos
cuidadosos, chegar ao ponto de chegada. A bolinha ainda está na colher? Boa! Conseguiste! Quer
aumentar o desafio? Experimente dar à criança duas colheres, uma em cada mão. Acrescente
alguns obstáculos ao percurso.

Hora do banho

Por volta dos 24 meses as crianças adoram fazer brincadeiras faz de conta. Provavelmente o seu
filhote já brinca às “mamãs” e aos “papás” com as seus bonecos, embalando-os, alimentando-os e
deitando-os.
A criança irá adorar dar banho ao seu boneco preferido, podendo assumir o papel de pai/mãe,
o crescido que cuida dos mais pequenos. É uma excelente forma para a criança se sentir um
cuidador especial, aprender a manter o corpo limpo e dar “banhos de amor” aos seus bonecos
preferidos. Além disso, trata-se de uma excelente oportunidade para praticar competências sociais
e desenvolver a sua capacidade imaginativa. Segurar no sabonete ou lavar as pequenas partes do
corpo do boneco, permite que a criança desenvolva a motricidade fina. E as crianças adoram
brincadeiras com água!
– Prepare a banheira da bonecada! Encha uma banheira de bebé ou um grande alguidar com
água e gel de banho para fazer espuma. Disponibilize uma toalha, uma esponja, um sabonete e
patinhos de borracha para tornar a brincadeira ainda mais realista.
– Encoraje a criança a testar a temperatura da água antes de molhar o boneco. Está muito
fria, para ele? Está quente a água? Estimule-a, também, a ser carinhosa enquanto lava o filhote
(boneco).
– Nomeie as várias partes do corpo do boneco. Estará a facilitar a nomeação de partes do
próprio corpo.
– Finja que o boneco está muito sujo e incentive a criança a lavar melhor partes específicas
(atrás das orelhas, entre os dedos dos pés…).
– No final do banho, deixe a criança secar o bebé. E, depois, pentear, pôr creme, vestir…
Incentive a criança a decidir os passos a tomar. E agora o que é preciso fazer?

Roteiro dos Sentidos

O convite do bom tempo para passeios ao ar livre é, também, um convite à estimulação
sensorial. A que cheiram as flores? Que som fazem os pássaros nos seus ninhos? Que cores têm as
joaninhas? Como é sentir a relva molhada nos pés? E a areia da praia nas mãos? Que forma têm as
rodas de um carro? São doces as cerejas? Enquanto passeiam façam um roteiro dos cinco sentidos.
Poderão ter uma folha de papel para cada sentido, associando-lhe uma imagem da parte do corpo
a que corresponde cada um dos sentidos. O roteiro dos sentidos poderá ser completado com
desenhos, fotografias, anotações… Novas imagens e sensações tácteis. Novos sons, odores e
sabores. Querem explorá-los?

Flutua?

Uma brincadeira de verdadeiros cientistas.
Encha um alguidar com água. Num outro recipiente disponibilize diferentes materiais: um bola
de ténis de mesa, uma pequena pedra, uma pena, uma esponja, grão, uma palhinha, uma folha de
uma árvore, uma bola de ténis, um lenço, uma bola de algodão…
Investiguem! Conversem sobre as características dos diferentes objectos. Incentive a criança a
tentar adivinhar se determinado objecto flutua ou vai ao fundo. Deixe que a criança sugira outros
objectos para explorar. Muitas surpresas?

Oiço a chuva

Lembra-se como nos primeiros meses de vida do seu bebé o som de uma roca poderia ser um
verdadeiro espectáculo auditivo? Agora que está mais crescido o seu filhote poderá construir um
verdadeiro pau de chuva, tocá-lo e cantar músicas acompanhadas pelo som da “chuva”.
Pau de Chuva
Para construir este instrumento musical poderá usar uma garrafa de água de plástico vazia, uma
colher de plástico e um recipiente com arroz. Mostre-lhe como segurar na garrafa com uma mão e
com a outra encher a colher de arroz e depois deitá-lo dentro da garrafa. Esta tarefa exigirá uma
grande coordenação motora. Veja e elogie o progresso da criança à medida que vai enchendo a
garrafa. Bastará que preencha cerca de 1/3 do volume da garrafa. Para ajudar a criança poderá
mesmo fazer uma marca em torno da garrafa indicando até onde a criança deverá deitar o arroz.
Por uma questão de segurança cole a tampa à garrafa – ponha cola no interior da tampa (na zona
lateral) e depois feche a garrafa. O pau de chuva poderá, depois, ser pintado com tintas de
diferentes cores. Experimente apresentar à criança um pequena esponja como “pincel”. E depois
de seco, vamos cantar e tocar?
Oiço a chuva
(Melodia: Frére Jaques)
Oiço a chuva. Oiço a chuva.
Barulhenta. Barulhenta.
Umas gotas de água. Umas gotas de água.
Suavemente. Suavemente.

Puzzles de Papel

Crie um puzzle simples para promover a compreensão e organização espacial do seu filho.
Seleccione uma imagem atractiva e colorida de alguma coisa que o seu filho goste – um animal,
um autocarro, um bebé ou um alimento, por exemplo. Depois, cole a imagem num cartão. Corte
em seguida a imagem em diferentes peças. Para uma criança de dois anos, comece por pequenos
puzzles com 4-6 peças. Para crianças mais velhas adeque o desafio, aumentando o número de
partes em que corta a imagem, quando cria o puzzle. Ajude a criança a organizar as peças de modo
a construir a imagem pretendida. Criar e recriar uma imagem que a criança gosta transmitir-lhe-á
confiança para experimentar puzzles mais complicados e para, de uma forma mais abrangente,
resolver outros problemas de forma eficaz.

As letras do meu nome

Para cada letra do nome do seu filho, destine uma folha de papel. Na parte da frente de cada
folha escreva de forma clara uma letra e no verso anote sucintamente um desafio físico: saltar com
os pés juntos 3 vezes, atirar uma bola ao ar e apanhá-la antes que caia ao chão… Coloque as folhas
no chão e deixe o seu filho escolher uma letra. Ele já reconhece a letra? Sabe como pronunciá-la?
Vire a folha escolhida e leia o desafio. O seu filho consegue fazê-lo? Boa filho! Vamos escolher
outra letra do teu nome? Poderão depois alargar o leque de letras a usar neste jogo. Brincadeiras
como esta encorajam a coordenação, assim como competências literárias precoces, constituindo
um incentivo ao interesse pela leitura e escrita.

Areia Mágica

Encha um alguidar com areia. Coloque uma bola de golfe ou de ténis de mesa dentro do
alguidar. Demonstre à criança como poderá rodar o alguidar de forma a criar padrões/desenhos na
areia. Incentive o uso da imaginação e de competências de motricidade fina na criação de
múltiplos desenhos na areia. Este parece mesmo um caracol!

Inês Marques

Brincadeiras Gymboree 1

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Artigos Relacionados

avatar
2000

Subscreva para receber as dicas do Gymbo!

Mantenha-se atualizado com nossas Dicas para o Desenvolvimento do seu Filho, Eventos Especiais e Descontos Exclusivos para Assinantes.

Aula Grátis - Gymboree Portugal
Scroll to Top