“Como desenvolver a criatividade nas crianças” por Carolina Canto

Junte-se a nossa lista

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

A criatividade define-se pela capacidade de criar, produzir ou inventar coisas novas e é uma competência muito valorizada na vida adulta, especialmente no contexto profissional.

É conhecida a grande relevância das operações cognitivas no processo criativo e como o estímulo da criatividade leva ao bom nível de desenvolvimento intelectual e à possibilidade de usar estratégias de pensamento que rompam com esquemas rotineiros.

A imaginação criativa é própria do pensamento divergente, intuitivo e subjectivo .

E em que medida a criatividade ocupa um lugar tão importante no desenvolvimento infantil?

Por volta dos 18 meses e até aos 5 anos a criança encontra-se numa etapa privilegiada e decisiva no que diz respeito à exploração livre e criativa. Quase diariamente, as crianças têm oportunidade de se expressar e brincar livremente, sem qualquer constrangimento. É por isso muito importante perceber e interiorizar, por quem a elas se dedica, seja na creche ou em casa, que não se deve desencorajar a sua livre expressão criativa.

Por exemplo, a criança que desenha um cão com 3 patas e um sol verde está a explorar a sua imaginação, a expressar-se livremente e isso dá ao adulto também a oportunidade de estimular a linguagem da criança e o seu pensamento, fazendo-lhe perguntas e mostrando interesse e curiosidade pela sua obra de arte.

E sabia que as actividades de faz de conta apoiam a criança em todas as suas áreas de desenvolvimento: intelectual, linguagem, social, emocional e físico?

Através das artes plásticas, da música e da brincadeira a criança desenvolve a sua criatividade.

Uma criança que cria algo novo pelas suas próprias mãos e que recebe um elogio, uma palavra meiga, um abraço, um beijo, que ouve “Tu sabes” ou “Tu consegues” vai sentir-se valorizada, mais confiante, mais feliz e mais capaz de continuar a explorar, descobrir e criar coisas novas.

Enquanto mãe, gosto de contemplar os meus filhos a brincar, a ouvir os diálogos deles nas brincadeiras de faz de conta, gosto também de participar num piquenique de plasticina e de fazer trabalhos manuais.

E uma das coisas que me faz mais feliz e orgulhosa é quando me dizem algo diferente, inesperado e único, como sinal da sua simplicidade, do seu pensamento livre e límpido, sem filtros e sem formatações. Nesses momentos sei que se mostram tal como são, sei que os passo a conhecer mais um bocadinho e que isso fortalece ainda mais a nossa relação.

Poderia dizer que a criatividade da criança mostra-se como um meio de expressividade que apoia o desenvolvimento de competências como a linguagem, a motricidade, a auto-confiança e a afectividade segura.

Por Carolina Canto, Psicóloga, Professora Sénior Gymboree

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Artigos Relacionados

avatar
2000

Subscreva para receber as dicas do Gymbo!

Mantenha-se atualizado com nossas Dicas para o Desenvolvimento do seu Filho, Eventos Especiais e Descontos Exclusivos para Assinantes.

Aula Grátis - Gymboree Portugal
Scroll to Top